O Escriba
v2.0
Uma minoria só é impotente quando se amolda à maioria (Henry D. Thoreau)

Admirável mundo digital novo
         domingo, julho 24, 2005


         
Passo dias sem ler jornais ou ver TV, mas navegar na Internet é imprescindível. Sua vitalidade interativa, a riqueza de dados que oferece, a facilidade com que permite o contato com os amigos (seja por email, orkut, icq ou skype), me fascina. E é uma das ferramentas mais poderosas para desenvolver projetos, principalmente na minha área, a comunicação. Mas mais do que isso, o q impressiona é a força comunitária presente na Internet. Pessoas que só se conhecem online, comunidades de blogs, perfis de orkut e fóruns de discussões interagindo, moldando-se em uma malha social virtual poderosa.

Casado e com dois filhos pequenos, não estou mais tão rueiro como antigamente. Fico meio isolado e não podia ser diferente. Troquei a rua pela infovia. Só quando o Martim (e em breve a Sofia) me convoca é que volto a ela, pra dar um rolé.

Tempos atrás, a janela caseira para o mundo era a TV e o rádio (em menor escala). Mas eu pelo menos não tenho mais paciência para tanta passividade. Ficar ali, escutando e vendo apenas, sem poder interferir, dar pitaco, esporro, elogio, nada, não dá. Fico resmungando que nem um velho... heheheheh

Mas em breve a TV e o rádio permitirão a montagem de programas personalizados, editados para a sua conveniência e disponibilidade de tempo. Quando TV, rádio e Internet unirem esforços pra valer, o paradigma social da humanidade mudará radicalmente.

Me deparei com um trecho no livro que estou lendo, A Vida Digital, do Nicholas Negroponte, que me fez refletir sobre isso tudo. Negroponte foi quem fundou o Media Lab do Massachussetts Institute of Technology (MIT) e nesse livro, escrito em 1995, analisa algumas questões que se impunham na época em relação à Internet e como o mundo digital iria interferir no dito mundo 'real'.

Diz ele:

"A doutrina da transmissão televisiva possui todos os dogmas do mundo analógico, mas apresenta-se quase inteiramente desprovida de princípios digitais tais como o da arquitetura aberta, o da escalabilidade e o da interoperabilidade. Isso vai mudar, mas essa mudança tem até agora ocorrido de forma bastante lenta.

O agente dessa mudança será a Internet, tanto literalmente quanto na condição de modelo ou metáfora. A Internet é interessante não apenas por ser uma vasta e onipresente rede global, mas também como um exemplo de algo que se desenvolveu sem a presença de um projetista de plantão e que manteve um formato muito parecido com aquele dos patos voando em formação: inexiste um comando e, até agora, todas as suas peças se ajustam de modo admirável."


E ainda:

"A comunidade de usuários da Internet vai ocupar o centro da vida cotidiana. Sua demografia vai ficar cada vez mais parecida com a do próprio mundo. Como a Minitel francesa e a Prodigy americana aprenderam, a maior aplicação isolada das redes é o email. O valor real de uma rede tem menos a ver com informação do que com a vida comunitária. A superestrada da informação é mais do que um atalho para o acervo da Biblioteca do Congresso. Ela está criando um tecido social inteiramente novo e global."

Quem quiser comprar o livro, clique aqui.


         # Jorge Cordeiro @ 11:24

<< Home

|


Creative Commons License
Get Firefox!


Seja assinante d'O Escriba! É só cadastrar seu email abaixo


powered by Bloglet
Defenda os Oceanos! Information Is Not Knowledge Navegando
Álbum de família
Urubus (ex-alunos do CPII)
High Times
Andy Miah
Wikipedia
Natural Resources Defense Council
Michael Moore
World Press Photo
Alan Moore
Filosofia Sufi
Attac
The Economist
BBC Brasil
Greenpeace
Warnet
O Cruzeiro digital
Subcomandante Marcos
Pedala Oposição
A For Anarchy

Blog-se
1/2 Bossa Nova e Rock'n'Roll
Projeto Luisa
Paulistanias
Idiotas da Objetividade
Primavera 1989
Lawrence Lessig
Fotolog da Elen Nas
A Noosfera
Blog do Neil Gaiman
Saturnália
Kaleidoscopio
Conversa de Botequim
Cera Quente
Blog da Regina Duarte
Coleguinhas
Cascata!
Insights
Mandrake: O Som e a Palavra
Cocadaboa
Academia
Viciado Carioca
Promiscuidade em Beagá
Stuff and Nonsense
Google Maps Mania
Laudas Críticas
Google Blog
Síndrome de Estocolmo
Tudo na Tela
Uma Coisa é Uma, Outra Coisa é Outra
Sensações
Ovelha Elétrica
Yonkis
Totally Crap
Mídia Alternativa
Guerrilla News Network
Revista Nova-E
Centro de Mídia Independente
Observatório Brasileiro de Mídia
Center For Media and Democracy
Comunix
Jornais do mundo
Disinfopedia
Agência Carta Maior
Project Censored
Stay Free Magazine
AntiWar
Red VoltaireNet
Consciência.net
Tecnologia
Electronic Frontier Foundation
Mozilla Firefox
Artigos Interessantes
Portal Software Livre BR
CNET News.com
Slashdot
Kuro5hin
Wired
Creative Commons
Engadget
Música
Downhill Battle
Soul City
Planeta Stoner
Movie Grooves
Hellride Music
Stoner Rock
Ether Music
Funk is Here
Sinister Online
Alan Lomax
Rathergood
Frank Zappa
Válvula Discos
Beatallica
Bambas & Biritas
The Digital Music Weblog
Saravá Club
8 Days In April
Violão Velho
Bad Music Radio
Creem Magazine
Detroit Rock & Roll
Afroman
Nau Pyrata
Cinema
Rotten Tomatoes
Cinema em Cena

Arquivos
Setembro 2004
Outubro 2004
Novembro 2004
Dezembro 2004
Janeiro 2005
Fevereiro 2005
Março 2005
Abril 2005
Maio 2005
Junho 2005
Julho 2005
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Março 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Outubro 2006
Novembro 2006
Dezembro 2006


Últimos Artigos
A ferramenta definitiva
Tudo é arte
A Carta de Melissa
Som da semana
Espalhou geral
Nulo e consciente
A volta do barril de pólvora
Denuncismo
Tudo passa
E agora, fecha-se o Congresso?

Build free web site
Site
Meter
Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

   Jorge Cordeiro  / Semear palavras, colher idéias Propulsões Digitais Redpogo
   Você é o seu próprio obstáculo - eleve-se sobre si mesmo