O Escriba
v2.0
Uma minoria só é impotente quando se amolda à maioria (Henry D. Thoreau)

Como é bom ler 2
         segunda-feira, agosto 15, 2005


         
Agora quem escreve é João Sayad:

Mentiras

Cinco horas da manhã, seu Abdo, 75 anos, abriu a porta com cuidado para não fazer barulho e não acordar a mulher. Ao entrar, os aromas noturnos do quarto invadiram suas narinas. Seus ossos cansados aguardavam o aconchego dos lençóis depois de mais uma noite divertida perambulando pelo Rio. Ia pendurar o chapéu no cabide, quando dona Amália se virou na cama e resmungou: "Ô velho, não tem vergonha de chegar em casa a essas horas?" "Não estou chegando, estou saindo." Pôs o chapéu na cabeça e apesar de exausto saiu novamente para a rua.

Mesmo que não exista a verdade, existem vários tipos de mentira. Mentira é a expressão distorcida da convicção de verdade de quem fala.

A mentira do seu Abdo foi um tributo de respeito a dona Amália.

O médico mente por compaixão. Os contratos de seguros têm cláusulas com letras miúdas que revelam as mentiras comerciais das letras graúdas para quem ler com cuidado.
O ciúme transforma a verdade em uma infinidade de mentiras. A regra de ouro do adúltero é negar, até o fim, o adultério. Papai Noel e cegonhas que trazem nenéns nascidos em repolhos são mentiras graciosas que incentivam a imaginação das crianças. Nascem e morrem naturalmente, sem escândalo. São lembradas com carinho pelas crianças quando emancipadas e adultas.

Os edifícios têm salas, as casas têm quartos. Nos escritórios, há conversas que não podem ser ouvidas; em casa, há coisas que não podem ser vistas. O que se diz para o adulto não se diz para a criança. O que o médico sabe o paciente não pode saber. O convívio humano só é pacífico se for segregado por paredes, interrompido por viagens. A política negocia conflitos insolúveis que exigem discursos ambíguos e conversas particulares.

Os depoentes das diversas CPIs mostraram a existência de caixa dois, sonegação fiscal e evasão de divisas. Jornalistas escrevem indignados, alguns deputados falam em impeachment e o país mergulha mais fundo na crise política.

Evasão de divisas não é crime no Brasil há pelo menos dez anos. A sonegação fiscal não deveria surpreender nem empresários, nem auditores fiscais, nem publicitários, nem jornalistas, nem parlamentares. Por que carregar grandes quantidades de dinheiro na cueca ou em malas se não houvesse sonegação fiscal e caixa dois?

Quem não sabia? Operários, funcionários públicos, costureiras, marceneiros, barbeiros, taxistas, a maior parte dos brasileiros. A elite empresarial, sindical e intelectual sempre soube, mesmo que não quisesse saber.

O escândalo não é a descoberta da mentira. Escândalo é a revelação oficial transmitida pela televisão para um Brasil estupefato de um segredo que não podia ser revelado.

O mistério é saber por que foi revelado.

A indignação da elite é mentirosa. O escândalo, artificial.

A indignação dos brasileiros simples é perigosa. Instituições políticas e democracia dependem de mentiras.

Viveremos muitas semanas ansiosos por saber como a revelação da verdade produzirá outros arranjos políticos, outra democracia e outras mentiras.


         # Jorge Cordeiro @ 11:42

<< Home

|


Creative Commons License
Get Firefox!


Seja assinante d'O Escriba! É só cadastrar seu email abaixo


powered by Bloglet
Defenda os Oceanos! Information Is Not Knowledge Navegando
Álbum de família
Urubus (ex-alunos do CPII)
High Times
Andy Miah
Wikipedia
Natural Resources Defense Council
Michael Moore
World Press Photo
Alan Moore
Filosofia Sufi
Attac
The Economist
BBC Brasil
Greenpeace
Warnet
O Cruzeiro digital
Subcomandante Marcos
Pedala Oposição
A For Anarchy

Blog-se
1/2 Bossa Nova e Rock'n'Roll
Projeto Luisa
Paulistanias
Idiotas da Objetividade
Primavera 1989
Lawrence Lessig
Fotolog da Elen Nas
A Noosfera
Blog do Neil Gaiman
Saturnália
Kaleidoscopio
Conversa de Botequim
Cera Quente
Blog da Regina Duarte
Coleguinhas
Cascata!
Insights
Mandrake: O Som e a Palavra
Cocadaboa
Academia
Viciado Carioca
Promiscuidade em Beagá
Stuff and Nonsense
Google Maps Mania
Laudas Críticas
Google Blog
Síndrome de Estocolmo
Tudo na Tela
Uma Coisa é Uma, Outra Coisa é Outra
Sensações
Ovelha Elétrica
Yonkis
Totally Crap
Mídia Alternativa
Guerrilla News Network
Revista Nova-E
Centro de Mídia Independente
Observatório Brasileiro de Mídia
Center For Media and Democracy
Comunix
Jornais do mundo
Disinfopedia
Agência Carta Maior
Project Censored
Stay Free Magazine
AntiWar
Red VoltaireNet
Consciência.net
Tecnologia
Electronic Frontier Foundation
Mozilla Firefox
Artigos Interessantes
Portal Software Livre BR
CNET News.com
Slashdot
Kuro5hin
Wired
Creative Commons
Engadget
Música
Downhill Battle
Soul City
Planeta Stoner
Movie Grooves
Hellride Music
Stoner Rock
Ether Music
Funk is Here
Sinister Online
Alan Lomax
Rathergood
Frank Zappa
Válvula Discos
Beatallica
Bambas & Biritas
The Digital Music Weblog
Saravá Club
8 Days In April
Violão Velho
Bad Music Radio
Creem Magazine
Detroit Rock & Roll
Afroman
Nau Pyrata
Cinema
Rotten Tomatoes
Cinema em Cena

Arquivos
Setembro 2004
Outubro 2004
Novembro 2004
Dezembro 2004
Janeiro 2005
Fevereiro 2005
Março 2005
Abril 2005
Maio 2005
Junho 2005
Julho 2005
Agosto 2005
Setembro 2005
Outubro 2005
Novembro 2005
Dezembro 2005
Janeiro 2006
Fevereiro 2006
Março 2006
Abril 2006
Maio 2006
Junho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Outubro 2006
Novembro 2006
Dezembro 2006


Últimos Artigos
Como é bom ler
Mico
Eureca!
CPI da Imprensa
Redescoberta
Série 10 x 0 filme
É Severino!!
Coveiros
Ressaca
O pior está por vir

Build free web site
Site
Meter
Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

   Jorge Cordeiro  / Semear palavras, colher idéias Propulsões Digitais Redpogo
   Você é o seu próprio obstáculo - eleve-se sobre si mesmo